Post destinado a comentários do episódio “Not Fade Away” da primeira temporada de Fear the Walking Dead. Muitos spoilers poderão (e serão) encontrados por aqui. Se você ainda não assistiu e não gostaria ter as surpresas do episódio “estragadas”, não prossiga. Você foi alertado!

Este post está destinado à exposição de ideias sobre tudo o que pode estar acontecendo na série. Utilize os comentários abaixo para compartilhar conosco suas teorias.

SINOPSE: “Madison e Travis veem os diferentes lados da ocupação da Guarda Nacional em seu bairro; a família tenta se adaptar ao novo mundo.”
 
Roteiro: Meaghan Oppenheimer | Diretor: Kari Skogland

DISCUSSÃO DO EPISÓDIO “NOT FADE AWAY”:

Após uma semana desde o emocionante e incomparável “The Dog”, FearTWD volta com “Not fade away”, o quarto episódio da primeira temporada do spin-off. E meus amigos, a qualidade da série só vem aumentando, e é claro, provando que o potencial está se sobressaindo a cada novo domingo.

Como as promos já indicavam, o novo episódio focaria na intervenção das Forças Armadas/Governo sobre a sociedade, e é claro, na tentativa de manter a todos dentro da casa – e aparentemente livres do contato com os infectados. Por mais que o episódio tenha explorado um pouco mais as relações, a abstinência de Nick (destaco novamente Frank Dilane e seu show de atuação), e o grande talento de Madison nunca conseguir ficar em casa, creio que nada ficou mais explícito do que a mudança psicológica das pessoas vindo a tona. O soldado nada amigável (do qual, me perdoem, mas não consigo recordar o nome) foi aparentemente um Governador (da série de TV) do início do apocalipse. A frustrada tentativa de garantir a segurança (e bom tratamento) de todos só trará problemas, isso é mais do que explícito – o que acaba me preocupando, admito. Por favor, tragam Nick de volta!

Sobre questões técnicas, a qualidade cresce semana após semana. Eu estou sem palavras para descrever a trilha sonora de Fear, tal como o trabalho espetacular que a direção de arte vem conduzindo desde a premiere. Espero que tudo continue assim.

Conseguinte, repito pela quarta semana que Fear the Walking Dead vem quebrando minhas expectativas e superando-as sempre. É uma série reflexiva, humana (vide aqui um episódio sem nenhum zumbi), que honra o pesado nome que carrega, e que merece um status entre as melhores do ano. Que venha o próximo domingo!


Comentários

  • SEM NOME

    Sem dúvidas a melhor parte foi o Nick apanhando kkkk’

    • Atílio Reis

      eu ri demais nessa parte kkkkkkkkk

  • CJ

    Mano,fiquei meio sem entender oque aconteceu no final,porque levaram o Nick ?

    • Lau De Biase

      Eles o levaram pq ele esta doente (viciado). Parece que eles querem retirar os fracos e pessoas que podem morrer logo. Foi o que eu entendi. Meio que eliminando a galera

  • Kátia Kirino

    Onde estão os zumbis?

  • SEM NOME

    Alguém mais acha que é o Tobias naquela janela? Quem mais além de um gordo nerd iria inventar de fazer código morsa? ksks’

    • Tatiane

      Posso estar enganada, mas acho que aquele lugar pode ser um local de fuzilamento. Quando o garoto e a Madison estavam olhando eu já estava desconfiada, mas parecia realmente que tinha alguém lá, mas quando o Travis olhou, pra mim foi quase uma confirmação. E tem também o cara do exército que ficou lá se fazendo de desentendido.

  • Andrei Silveira

    o nick usou a mesma agulha q tava no senhor aquele q parecia infectado? o q sera q vai acontecer com ele?

    • SEM NOME

      O velho tinha problemas cardíacos cara …

  • Dan Salles

    Caraca galera o Nick é mt foda… Tirando o medicamento do velhinho…Puuuutz…
    E no começo, na piscina??? É o Pablo Escobar sem dúvida…kkkkkk

  • Vitor Neves

    Eu acredito que essas zonas seguras vão cair não por falta de segurança, e sim pelos próprios moradores.

  • Bruno L. Souza

    Fear no ínicio = Parado demais, Fear com ação = Cópia da série original.
    Fonte: Corneteiros do blog.

    Se o início fosse alucinante, já seria o meio da série..

  • Titus

    Acho que o primeiro grupo humano inimigo que eles vão enfrentar são esses soldados, e no ultimo episódio essa zona segura vai cair de dentro pra fora e ai vai começa a merda

    • Davy

      Acho que no próximo a bagaceira começa ou no penúltimo ,porque o Travis viu que aquela casa era um local de fuzilamento e a Madison viu os corpos e aquele garoto morto que não estava infectado ! Aguardando ansioso esse próximo episódio

      • lucas josé martins

        Pensei o mesmo. Agora que eles terao que enfrentar o militares ou melhor fugir e enfrentar o apocalipse porque já deu pra percebe que eles estão preços sem posição para exigir algo.o próximo episódio promete 🙂

  • Brenno Nascimento

    O ep foi demais, pode não ter aparecido nenhum zumbi, mas a altura que a serie original esta com seus dramas, zumbi nem faz tanta diferença assim. Voltando, o ep teve grandes reviravoltas em relação ao desenrolar da serie e o final do ep é possui um imenso gancho. NOTA 10!

  • Gabriel Adriano

    Hipoteticamente falando para mim o Tóbias que esta sinalizando com aquela Luz la. Aquele local parece ser onde estão levando as pessoas para o fuzilamento, mas Nick e os outros conseguirão fugir com a ajuda do Travis e da Madison que sairão da Zona Segura para ir para aquele local. Serie ta muito boa…

  • Diogo Maia

    O final foi muito bom e começaram os mistérios. Acho que estão levando os infectados para laboratórios, ou simplesmente para o fuzilamento. Levaram a ex-esposa do Travis, pois ela é uma testemunha da ação do governo. O bicho vai pegar no próximo capítulo.

    • LARISSA CARVALHO

      Não levaram a ex-esposa do Travis. Ela foi porque quis.

    • Levaram ela porque precisam de médicos.

  • Antonio Emilio Alecrim Taveira

    Quem ‘e Patrick citado no final como se estivessem lendo uma carta pra ele achar?

    • LARISSA CARVALHO

      é o vizinho que chegou de viagem. Marido daquela senhorinha japa.

      • Antonio Emilio Alecrim Taveira

        valeu 🙂

  • Kaleb

    Eu gostei muito do episódio, assim como to gostando da série. Porém eu acho que do 3 pro quarto 4 pulou bastante. No 3 terceiro ainda tava de boa as pessoas sem saber o que estava acontecendo, e no 4 já aparece tudo fudido, pessoas mortas nas ruas. Era pra mostrar isso acontecendo,já que o objetivo da série é mostrar o inicio.

    • Ronnielly Rodrigues

      Assistindo o episódio parece que de fato já se passaram vários dias entre o terceiro e quarto episódios. Espero que não “acelerem” demais porque senão a qualidade da série pode ficar prejudicada.

  • Gabriel Rollim

    Aquela casa não é um local de fuzilamento, principalmente porque não há local fixo de fuzilamento – as pessoas são mortas na rua mesmo, como visto.

    Havia ali um refugiado sobrevivente das ações militares tentando ajuda.ELE SÓ FOI MORTO PORQUE O TRAVIS O DEDUROU PARA O MILITAR ENQUANTO ELE JOGAVA GOLF (notem que a reação corporal do militar é contraria a despreocupação que ele tenta demonstrar fazendo “pouco caso” da afirmação do Travis).

    O final do episódio com o fuzilamento do sobrevivente serviu para que Travis (após a ação violenta em sua própria casa, algo que já lhe sugeriu isso) fechasse o conceito de uma vez por todas de que a presença militar é uma ameaça e que eles não podem ficar ali.
    Madison já aparenta estar convencida disso, principalmente após a incursão para fora da área protegida.

    A retirada do Nick não se deu pela possibilidade dele morrer. Lembrem que no inicio AINDA NÃO É DE CONHECIMENTO de que todos estão infectados e basta morrer para haver a transformação.

    O mais provável motivo da retirada de Nick é por questões de ordem. Ele é um viciado e foi descoberto, e todos sabem o que um viciado faz para manter seu vício. Eles precisam manter a ordem do lugar e isso fica claro quando levaram o vizinho perturbado que o Travis não conseguiu convencer.

    Episódio bom, apresentou um clima extramente hostil e tenso pela reação militar, e nem tanto pelos walkers. A situação ficou bem nebulosa e complicada agora. Fazendo um balanço:
    -Travis e Madison e seus conflitos psicológicos
    -Madison sem o filho
    -Salazar sem a esposa
    -Filho do Travis sem a mãe
    -Filha do Salazar que se envolver com o militar provavelmente vai ter problemas com o mesmo quando expor que a relação era de interesse (para ajudar a mãe).
    -Travis convencido de realmente há perigo em ficar ali
    -Esposa e filhos do vizinho (do muscle car que tbm foi levado) provavelmente se integrando ao grupo e agregando responsabilidade a Travis
    -Madison até agora é a que tem mais condições de assumir um papel de liderança (equivalente ao Rick)… já mostrou sangue frio, já matou um Walker, já ficou cara-a-cara com mortos. Travis ainda não está preparado
    -Salazar esta puto. Provavelmente vai ser o primeiro a se revoltar na zona segura devido a retirada da esposa. Ele tbm vai recrutar o filho do Travis… essa relação já ficou clara.

    Enfim, a série junto motivos suficientes para justificar o caos que virá em seguida… ta muito bem estruturado o que virá a seguir… esse episodios são importantes, são base.

    PS: O ator que faz Nick é um EXCELENTE ator, podem apostar que ganhará vários prêmios.

    • Danilo Barion de Oliveira

      Cara, achei o seu comentário um dos mais sensatos sobre o episódio;
      Só uma coisa que não vi ninguém mencionando, a Madison no final ficou achando que a culpa de levarem todos foi de Liza, provavelmente isso vai gerar um conflito para o grupo mais a frente, quando (se) voltarem a se reunir, visto que as duas já não eram as melhores amigas =X

      Aaaa, o cara la do Harry Potter, o Frank Dillane, é um ótimo ator mesmo, um dos melhores do seriado em minha opinião, o personagem dele só faz merda, mas interpreta muito kkkkk

      • “Foi culpa da Liza” É o que dar ter duas esposas, se tem alguem com um “problemão” agora é o Travis.

    • Dan Salles

      Frank Dillane está arrebentando no papel de Nick “pura dorgas” (Esperando o Nick fazer a cagada master na temporada)
      Aquela casa, com certeza deve ser um lugar de pessoas tentando se comunicar… agora pq é que são elas… tentando fazer algum sinal sem que os militares percebam…
      Esses irão dar trabalho… Visualizei um Governador 2 “A Missão” (kkkk)…
      Agora o Travis tem que se convencer que a merda está fedendo e muito, coisa que a Madison já sabe, e muito.

    • Dan Salles

      Frank Dillane está arrebentando no papel de Nick “pura dorgas” (Esperando o Nick fazer a cagada master na temporada).
      Aquela casa, com certeza deve ser um lugar de pessoas tentando se comunicar, tentando fazer algum sinal sem que os militares percebam, já que se utilizassem o código morse os militares saberiam… Esses irão dar trabalho… Visualizei um Governador 2 “A Missão” (kkkk)…
      Agora o Travis tem que se convencer que a merda está fedendo e muito, coisa que a Madison já sabe, e muito.

    • Denis

      Concordo!

      E eu aposto que naquele relógio tem algum segredo ou código, pois foi dado foco nele umas 3 vezes no mínimo, logo no início do 4ª episódio.

      O ponteiro das horas está no número 8
      O ponteiro dos minutos está no número 2
      O ponteiro dos segundos está entre o 4 e 5

      Ou seja, 8h 10min e vinte tantos segundos. Vi em um video dizer que na série original os autores usaram os ponteiros do relógio para indicar o futuro dos personagens, mais precisamente da Beth.
      https://www.youtube.com/watch?v=n8O1kdh_Ls4

      Também tem uma seta verde ao lado do relógio apontando para o número 8 com o dizer “Power ON”.
      E uma seta vermelha apontando para o número 11 com o dizer “Power Off”.
      Isso deve ser relacionado a hora que a energia elétrica volta às 8h e cai às 11h, mas é meio sem sentido, pois em uma situação dessas é impossivel prever a hora que vai faltar energia ou não, eles não estão em racionamento de energia, e sim com problemas técnicos devido ao caos gerado pela situação em que se encontram.

      Outra coisa que me entrigou, foi bem no final quando a Alicia “escreve ou deixa” um “bilhete ou carta” para o namorado dela, a cena mostra apenas ela narrando o que havia escrito, e me parece que os autores deixaram ali uma “dica ou profecia” do destino da personagem.
      Foi narrado mais ou menos assim:

      “Patric, se você encontrar isso… Sinto muito, eu te amo. Eu vi algo hoje, algo que me aterrorizou… bla bla bla. O que vi foi profetizado,foi divino e acho que já passou da hora, gostaria que estivesse aqui, mas o verei em breve e você vai me abraçar!”

      Posso estar viajando, mas acho que esse “o verei em breve” e “vc vai me abraçar”, quer dizer que a tonta vai atrás do cara, ele vai dar um abração nela acompanhado de uma mordidinha naquele pescocinho ossudo.

      • Mauricio Depizolatti

        Não haveria a possibilidade de os militares já saberem a magnitude do acontecido e terem encontrado no bairro em questão um local ideal para se fixarem? Pra mim não há um comando central, agem como milícia.

        • Danilo Andrade

          A carta que a Alicia lê no final do episódio foi escrita pela vizinha Su-Su (a japonesa) Lembra que ela foi no quarto dela e pegou a carta?! Patrick era o marido dela!!

        • Ronnielly Rodrigues

          A ideia de milícia é interessante mas acredito que ainda não chegaram neste ponto. Na minha opinião seria avançar demais na série. Creio que o governo/comando central ainda existem e estão parcialmente cientes da situação, contudo já estão adotando medidas drásticas (matando “inocentes”, por exemplo) para tentar conter a infecção. Se o governo/comando central “cair” muito rápido a série perderá seu propósito, será apenas um The Walking Dead em Los Angeles.

  • BREBAH

    Todos já estão infectados, é que nem na original, se morrer vira zumbi na hora mas acho q eles não tão ligados ainda acham q não é apocalipse, na minha opinião… ta melhor que a original!!

  • ana

    Adorei o episodio…mas achei que foi meio forçado aquele inicio. Do nada já construíram uma cerca, a cidade toda acabada, falando que ta todo mundo morto. Só eu achei isso?

  • danilo henrique

    Me sinto assistindo uma trama mexicana…..