Cliff Curtis, que interpreta Travis Manawa em Fear the Walking Dead, fala sobre as questões não respondidas do Mid-Season Finale e a escolha de Travis de seguir Chris.

Q: Como foi filmar na propriedade do Abigail? Foi uma boa mudança do barco?

Cliff Curtis: Foi realmente linda. Aquela era uma parte do México que eu não conhecia. Muitos dos produtos orgânicos que você compra na Califórnia ou em qualquer lugar nos Estados Unidos vem de Baja. É absolutamente lindo e foi legal sair do mar. Por mais que eu ame o oceano, é muito difícil para a equipe.

Q: O que está acontecendo com Chris? Quais são seus pensamentos em Travis ficar para trás para ficar com ele?

Cliff Curtis: Eu acho que Travis é um bom pai e ele realmente ama seu filho incondicionalmente. Ele tem estado em negação sobre seu filho e ele teve que entrar em acordo com essas coisas. Ele tem muita empatia em relação a Chris, que está em uma situação impossível de perder a mãe e então, de repente, ver pessoas matarem outras pessoas. É louco. É loucura e Chris precisa de ajuda. Travis fez a escolha certa e estou feliz com sua decisão. Até onde Travis sabe, o grupo está seguro e de volta ao complexo de Strand; eles não tem nenhuma ameaça iminente porque Travis não sabe o que está acontecendo e o que Salazar descobriu.

Q: O Mid-Season Finale nos deixa com muitas perguntas não respondidas. O que você espera que os fãs pensem sobre enquanto eles aguardam a Mid-Season Premiere?

Cliff Curtis: Eu adorei o episódio de Mid-Season Finale da segunda temporada. É o meu episódio preferido do show todo, até agora, porque é tão complicado. O relacionamento de Travis e Madison está fraturado e existe uma grande ruptura entre seus filhos. Não é apenas Chris que saiu fora dos trilhos. Nick está completamente por sua própria tangente agora e não há nenhuma maneira de Madison alcança-lo. A esperança de Travis é descobrir como reparar seu filho e voltar para consertar seu relacionamento com Madison. Esse é o seu único foco agora. Ele está em modo de sobrevivência. Eu espero que de alguma forma a família se encontre novamente, mas quem sabe? Eles não nos dizem o suficiente!

fear-the-walking-dead-2-temporada-cliff-curtis-perguntas-e-respostas-001

Q: Você diria que seu personagem tem crescido desde a primeira temporada? De que maneira?

Cliff Curtis: Existem dois lados dele… Ele é um idealista e um otimista, mas ele também é pragmático. Se existe um problema, ele vai consertar. Ele é racional e se algo não faz sentido para ele, ele não vai fazer. Ele pode se virar e ele não se acovarda de uma briga. Na primeira temporada, ele era o pacifista que não gostava de armas. Ele ainda não gosta de matar quando não é necessário, mas ele lidou com o ataque ao Abigail. Digo, Strand pulou do barco! [Risos] Ele entrou no seu bote e saiu pelo oceano. Travis nunca quis ser dependente do Strand. Ele é seu próprio homem, mas Strand tinha uma oferta e Travis tinha que respeitar a cadeia de comando. É preciso disciplina para seguir a liderança de Strand ainda que seja moralmente complexo para Travis. Ele não concorda com o cara, mas ele aceita o que Strand oferece à sua família. Ele é um aprendiz lento e ele não é tão rápido como Madison e Nick. Ele é a tartaruga na fábula “A Tartaruga e a Lebre”, mas eu não me importo com isso. Eu gosto de como Travis está se desenvolvendo nesta terrível situação.

Q: Qual foi sua parte favorita de gravar no barco? Suas habilidades de natação melhoraram?

Cliff Curtis: Bem, eu amo água e amo estar no Oceano Pacífico. É como minha casa, já que sou polinésio. Eu costumava sair de barco com o meu pai e pescar durante minha infância. Eu também amo nadar e eu amo estar no mar, então eu realmente curti todas as cenas de mergulho.

Q: Travis foi habilidoso suficiente para consertar o motor de Abigail. Você tem alguma habilidade em particular que cairia bem durante o apocalipse?

Cliff Curtis: Eu realmente gostaria de ser o Travis habilidoso porque eu cresci consertando coisas, comprando carros antigos e os consertando. É apenas uma parte do Travis e vem a calhar durante um apocalipse se você sabe como consertar coisas.

fear-the-walking-dead-2-temporada-cliff-curtis-perguntas-e-respostas-002

Q: Você pode falar sobre as diferenças entre Strand e Travis em questão de bússola moral? Por exemplo, Strand se recusa a ajudar Alex e Jake do “Flight 462” e Travis é quem negocia por eles.

Cliff Curtis: Eu acho que Travis ainda está lutando com o pragmatismo de alguém como Strand, que é tão claro em termos de o que precisa ser feito para sobreviver. Travis ainda não chegou lá, e em algumas formas isso é uma fraqueza nesse mundo. É por isso que gosto dele, contudo. Ele ainda não está tão longe e ele ainda está lutando com sua humanidade. Eu amo Strand, por falar nisso! [Risos] Ele é um personagem tão legal.

Q: Nessa temporada, até agora, foi tudo sobre o grupo tentar chegar ao México. Onde você acha que seria um bom lugar para ir durante um apocalipse?

Cliff Curtis: Essa é fácil. Nova Zelândia! O que torna a Nova Zelândia incrível? Bom, existe comida realmente boa e ótimos cafés! [Risos] Se você ficar entediado no apocalipse, você pode fazer bungee jumping, você pode ir esquiar, você pode fazer turismo e você pode visitar os locais de “Senhor dos Anéis”. Você também pode, na Nova Zelândia, literalmente se vestir como um infectado e eles nunca vão saber. Você pode ir ao estúdio do Peter Jackson e eles não seriam capazes de dizer a diferença. Além disso, você pode pedir Gandalf para ajudar. Então, você estaria bem salvo.

Fiquem ligados aqui no FEAR the Walking Dead Br e em nossas redes sociais @FearWalkingDead (twitter) e FEAR the Walking Dead Brasil (facebook) para ficar por dentro de tudo que rola no universo de Fear the Walking Dead.


Fonte: AMC


Comentários

  • Júlio César Montenegro

    Legal