O drama familiar central de Fear the Walking Dead ganhou algumas ameaças externas para realmente ampliar a tensão durante a segunda temporada. Uma delas foi Jack, a misteriosa voz com quem Alicia se conectou no episódio de estreia.

Depois de seu ameaçador “até breve” ao terminar a transmissão, os passageiros de Abigail provavelmente não deveriam estar surpresos que eles imediatamente foram detidos na ponta da arma quando Jack (Daniel Zovatto) trouxe seu grupo, incluindo o sádico Reed (Jesse McCartney) a bordo.

Mas de acordo com o ator que interpreta Jack, o personagem está apenas fazendo o que precisa para sobreviver, como todos no show. “Ele não é um cara ruim, ele não é exatamente Jesus Cristo mas ele é um cara que precisa sobreviver”, Zovatto contou ao TheWrap.

Zovatto também falou sobre como lidou com interpretar uma misteriosa voz no rádio, se Jack e Alicia (Alycia Debnam-Carey) estavam enganando um ao outro, e também se podemos ou não ver Jack abandonando seu grupo e se juntando ao grupo do Abigail.

Jack foi introduzido de uma forma muito incomum. Como você abordou interpretá-lo apenas como uma voz?

Daniel Zovatto: Eu achei muito legal, foi a minha primeira vez fazendo algo do tipo. Foi um bom exercício, porque eles filmaram o episódio primeiro, obviamente. Alycia teve que atuar por conta própria. Então quando eu vi a gravação, meio que me deu um terreno comum de como a cena se desenvolveu e o que precisava acontecer. Foi a primeira vez para mim, também.

No apocalipse zumbi, como você classifica as chances de sobrevivência de Jack? Quais seriam suas forças e suas fraquezas?

Daniel Zovatto: Para ele, tudo é muito novo, como para todos os personagens. Ele tem a capacidade de cuidar de si próprio, e essa é uma qualidade que Connor respeita, é por isso que Connor o salvou e meio que o manteve em seu conceito. Eu sinto que ele é confiável, pessoas o permitem assumir responsabilidade e tomar decisões. Uma de suas fraquezas pode ser acreditar em Alicia. Quando eles se conheceram, para ele, foi um choque. Quando você conhece alguém através de um rádio, você não tem um visual de quem aquela pessoa é. Quando chega o momento e ele a vê pela primeira vez, ele está tipo, merda! Certamente há certo nível de atração, de qualquer coisa. Para ele foi um choque. Sua fraqueza pode ser porque ele é um pouco imaturo, um pouco inocente. Ele é uma criança. Tudo isso aconteceu e ele realmente não pode fazer muita coisa sobre. Talvez, quando somos jovens, acabamos de fazer o que nos é dito e nós realmente não temos a capacidade de saber melhor, então isso é apenas algo que ele tem que se acostumar.

Onde Jack senta a hierarquia dentro do seu grupo, e também, onde ele está na escala de cara bom para cara mau?

Daniel Zovatto: Para mim, você tem que gostar da pessoa que está interpretando. Quando não, é meio que difícil. Ele é um cara bem intencionado, ele vai para ter certeza de que tudo aconteça da maneira certa. Reed é um personagem completamente diferente de Jack. Se você comparar Reed e Jack, Jack é um cara esplêndido! Ele não é um babaca e ele não está tentando machucar ninguém. Nós vamos lá e pegamos o que precisamos, e o que precisávamos era Alicia e Travis, e o barco é claro, é uma propriedade valiosa. Então a merda bate no ventilador e Reed faz a sua própria coisa. Jack não vai ser o cara a se levantar e ser tipo, “que merda você está fazendo?” Ele vai apenas aguardar e esperar sabendo que quando Connor chegar, é uma história totalmente diferente. Ele não é um cara mau. Ele não é exatamente Jesus Cristo, mas ele é um cara que precisa sobreviver.

Alicia e Jack, eles estão apenas enganando um ao outro, o que está acontecendo naquela relação agora?

Daniel Zovatto: Essa é a parte interessante. Você não sabe o que está se passando pela cabeça da Alicia. Ela é uma garota esperta e tem suas próprias ideias, mas ao mesmo tempo ele tem suas próprias ideias. Mas como eu disse, eu acho que ele é bem intencionado. Ele vai ao barco para ter certeza de que tudo está bem, que Alicia será cuidada, que ela não vai passar pelo que Reed potencialmente poderia fazer. Eu não acho que Jack é o tipo de cara que vai nessas missões o tempo todo, ele está apenas responsável de achá-los. Mas por ser uma coisa tão específica, e uma pessoa e conexão tão específicas, é o porque ele vai.

Quais são as chances de Jack poder escolher deixar sua família para trás e juntar-se à tripulação do Abigail?

Daniel Zovatto: Não existe família de verdade ali. Jack perdeu algumas pessoas, é mais uma questão de… No primeiro episódio, existe uma fala dele que é assim, “Quando alguém salva sua vida, você deve a eles,” e é aí onde ele está agora. Ele foi salvo e sente que precisa fazer o trabalho que Connor pede a ele. Ele ainda está apenas reagindo por ter sido salvo. Para ele, ver que outras pessoas estão vivas, é definitivamente algo que o intriga. Quando se resume a isso, ele não vai ser o cara que vai ficar tipo, “Oh, não, eu vou ficar aqui, isso tá bom.” Ele vai lutar para conseguir o que quer.

Fiquem ligados aqui no FEAR the Walking Dead Br e em nossas redes sociais @FearWalkingDead (twitter) e FEAR the Walking Dead Brasil (facebook) para ficar por dentro de tudo que rola no universo de Fear the Walking Dead.


Fonte: The Wrap


Comentários

  • Lucas Henrique

    na última resposta ele falou falou e não disse nada, afinal vamos ver jack no futuro ou não?