Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do oitavo episódio, S02E08 – “Grotesque”, da segunda temporada de Fear the Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

O personagem de Nick, um viciado em drogas em recuperação, e entusiasta de blusas ensanguentadas, certamente tem um jeito de lidar com as mulheres, porém isso pode não ser uma coisa boa. Até então, Nick conseguiu se separar física e emocionalmente de sua mãe e irmã, enquanto que outras duas mulheres muito importantes de seu passado estão presumidamente mortas. Célia, sua “mãe temporária”, morreu queimada dentro do prédio no episódio final do meio da temporada, e sua ex-namorada, Gloria, foi a primeira zumbi a aparecer na série. Fãs podem se lembrar dela como uma zumbi loira e ensanguentada, que estava na igreja abandonada no começo do episódio piloto. O episódio de retorno a reintroduziu na história ao continuar a mostrar a jornada solitária de Nick pelo México.

O produtor Dave Erickson contou que: “Os flashbacks queriam mostrar o que ele estava sentindo com a perda de Gloria. Ele se sente responsável e culpado pelo que aconteceu. E também sente falta da figura de um pai.”

Lexi Johnson, a atriz que interpretou Gloria, falou com a Entertainment Weekly sobre o que significaria seu retorno, o que nos deu uma boa compreensão da importância que seu papel tem para entender sobre a procura solitária de Nick para por um ponto final a historia dos dois, enquanto ele vagueia nos seus próprios pensamentos conturbados. Confira:

EW: Gloria só apareceu no primeiro episódio, e de maneira muito breve, então, porque ela seria essencial a esta história?

Lexi Johnson: Ela era uma bússola na vida de Nick, mas o magnetismo entre eles infelizmente era mais forte que a força para lutar contra as drogas. Os sentimentos dela, apesar de terem uma boa intenção, não a deixavam ver o que realmente estava acontecendo e os levavam para o caminho errado. Eles realmente se amavam, e a perda dela é essencial para entender a história de Nick, pois sua ausência criou um grande vazio na vida dele, dando um espaço para ele finalmente se perguntar quem ele é e o que ele é capaz de fazer.

Eu acho que a história de Gloria e Nick era sobre poder, beleza e potencial, e que, de uma maneira muito repentina, acabou de um jeito devastador, o que o deixa pensando sobre qual foi o seu papel na transformação daquela pessoa que ele amava em um monstro, e acho que muitas pessoas podem entender isso.

fear-the-walking-dead-2-temporada-lexi-johnson-entrevista-001

EW: Por falar em monstros, Nick realmente vê seu rosto entre uma multidão de zumbis?

Lexi Johnson: Eu acho que isso foi uma forma dele tentar encontrar um pouco de consolo, um jeito de sua mente encontrar paz após a morte dela. Acho que quando você é confrontado com situações de vida ou morte, sua mente performa atos estranhos para encontrar paz. O subconsciente dele está tentando encontrar uma forma de curá-lo. Ao filmar essa cena, eu via Gloria como um anjo da morte, pois Nick estava tão perto da morte.

EW: Você discutiu com o ator Frank Dillane sobre sua interpretação enquanto filmavam?

Lexi Johnson: Minha presença naquela cena foi adiciona depois dela ser filmada. Foi uma ideia do diretor, que todos concordaram. Ela te dá uma visão da mente de Nick, de como ele está processando a morte de Gloria e, de certa forma, esperando para se juntar a ela.

EW: Então ele precisa de consolo e de tentar deixar o passado com Gloria para trás, mas porque ele precisa ter isso especificamente vindo dela?

Lexi Johnson: Ele precisa ter um senso de compreensão e de amor incondicional. Neste relacionamento Gloria representava uma pessoa que “entendia ele, e que o encontrará onde ele estiver, pois ela passava pelos mesmos tormentos que ele”. Esta compreensão mútua que eles tinham era uma das razões também que os destruíam. Os dois estavam passando por um momento terrível, e mesmo assim eles conseguiam compartilhar esse momento entre eles. Ter um relacionamento desse e de repente ver esta pessoa morrer, além de ser jogado no meio de um apocalipse zumbi, vai inspirar uma grande jornada pessoal.

fear-the-walking-dead-2-temporada-lexi-johnson-entrevista-002

EW: Vemos você como uma facilitadora, em um bom sentido, no começo do episódio, mas, perto do final, aparece você e ele se drogando e você sendo uma facilitadora no mal sentido. Você acha que Nick é capaz de agir de forma independente, sem nenhuma influencia exterior?

Lexi Johnson: Em minha opinião ele é totalmente capaz. E acho que precisava ser algo muito doloroso, que foi o que aconteceu, para levá-lo a ter uma nova visão de si próprio. Mas também penso que se Gloria não tivesse morrido ele não conseguiria viver sozinho, porém, por causa da morte dela, ele vai se conhecer melhor e conseguir eventualmente se tornar independente.

EW: Parece que todos os relacionamentos importantes que ele teve até agora foram com mulheres: sua irmã, sua mãe e Celia. Porque você acha que Nick tem esses relacionamentos e desprendimentos tão intensos de mulheres?

Lexi Johnson: Acho que tudo está ligado ao seu relacionamento com Madison, que esse é o ponto de partida e que veremos mais sobre isso na série.

EW: O que você acha que vai acontecer com Nick? Para onde ele irá, agora que ele conseguiu deixar Gloria para trás?

Lexi Johnson: Sinceramente, acho que ele só pode melhorar, essa é uma das vantagens de começar a série no fundo do poço não é mesmo? Acho que vai ser interessante e empolgante ver como ele interpreta esse mundo novo, e como ele vai lidar com ele. E como tudo teve que se colapsar ao seu redor para que ele conseguisse recomeçar.

Fiquem ligados aqui no FEAR the Walking Dead Br e em nossas redes sociais @FearWalkingDead (twitter) e FEAR the Walking Dead Brasil (facebook) para ficar por dentro de tudo que rola no universo de Fear the Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly


Comentários