Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do décimo terceiro episódio, S02E13 – “Date of Death”, da segunda temporada de Fear the Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

A penúltima semana da segunda temporada de Fear – já que os dois últimos episódios serão exibidos em conjunto amanhã – foi ao ar de uma forma bem monótona. Nada além disso poderia se esperar já que os personagens centrais desse episódio foram Chris e Travis. O episódio baseou-se em duas linhas temporais, uma que seguiu o final do décimo segundo episódio, com Travis chegando ao hotel e outra com a sequência das cenas após Chris matar o Sr. Sanches no celeiro.

Descobrimos nesse episódio que Travis realmente estava sozinho quando observou o sinal de Madison no hotel. Após Chris matar o proprietário das terras onde estavam Travis desenvolveu uma guerra silenciosa com o filho para tentar mostrar-lhe que ainda se pode ser humano no mundo pós-apocalíptico. A chave para seu plano de resgatar Chris foi James, um dos garotos que foi atingido por um tiro. Travis se dedicou praticamente o episódio inteiro a cuidar e garantir a vida de James.

Ao descobrir que os planos de Chris e dos outros dois garotos era de seguir viagem, Travis se esforçou ao máximo para mostrar-lhes que James estava em péssima situação para seguir viagem rumo aos Estados Unidos. Contudo, os garotos foram irredutíveis e decidiram partir. James acaba desmaiando e eles são obrigados a retornar para a fazenda onde estavam para aguardar a recuperação do amigo.

De noite, Travis ouve os garotos planejando matar James, para que assim possam seguir rumo a San Diego. Travis acaba tomando a decisão de impedir que os garotos ajam dessa forma. Ele retira a arma de Chris e a usa para vigiar James 24 horas por dia. Entretanto, James parece nunca se recuperar. Chris, parecendo arrependido pelo modo que vem agindo se aproxima do pai e tem uma conversa convincente com Travis. O pai acredita no filho e terminam se abraçando. Para surpresa de Travis aquela conversa toda era uma armação para que os outros dois jovens pudessem entrar no celeiro e matar James.

fear-the-walking-dead-s02e13-date-of-death-review-001

No fim, por decisão unanime do grupo (inclusive de Chris), Travis é banido do meio deles que partem rumo ao EUA. Após isso, Travis acaba partindo sem rumo, onde então visualiza o sinal de Madison e se aproxima do hotel.
O ato de Madison acabou atraindo muitas pessoas para os portões do local e os residentes do hotel estão tentando lidar com o problema criado pela matriarca Clark. No meio da população, Madison identifica Travis e consegue trazê-lo para dentro. Novamente o casal biscoito de água e sal está junto (vejo mais verdade entre Madison e Strand do que entre Travis e ela, desculpem). Os dois conversam no quarto, onde trocam informações sobre os filhos desaparecidos.

Travis demonstra estar se sentido culpado por tudo o que fez na vida, desde sua separação de Liza, que acabou tornando o filho um rebelde (o que não justifica seu lado babaca), até aos mais recentes. Ele sente-se responsável por quem Chris se tornou e parece questionar seu relacionamento com Madison. Questiona até onde o relacionamento dos dois não foi egoísmo.

Após ouvir Travis, Madison vai à busca de Alicia para esclarecer com ela a conversa que as duas haviam tido na noite anterior. Ela finalmente revela para a filha que o pai se suicidou e não morreu em um simples acidente. Diz que sempre manteve sigilo sobre isso porque via Nick repetir o mesmo caminho que o pai, mas que entende que acabou se atendo tanto a Nick que acabou esquecendo que Alicia também precisava dela. A cena termina num amoroso abraço.

Por fim, vemos Travis tomando banho enquanto novos sobreviventes se aproximam dos portões do hotel e entre eles parecem estar os dois jovens que acompanhavam Chris quando esse partiu para longe do pai.

fear-the-walking-dead-s02e13-date-of-death-review-002

Vejo duas opções plausíveis: ou Chris arrependeu-se e foi deixado na estrada e está em busca do pai (e talvez seja resgatado por Ofelia), ou morreu (o que seria um grande alívio). Contudo, tratando-se da riqueza da trama de The Walking Dead e Fear, imagino que se Chris vier a morrer, morrerá próximo ao pai e não em forma de flashback. Então, mantenho a ideia de que ele de alguma forma decidiu ir em busca do pai e acabará retornando de alguma forma.

Gosto da forma como a história de Alicia e Madison se desenrola e acho que elas são a dupla mais funcional dos personagens. Elas, mesmo sendo mãe e filha, estão se descobrindo muito mais agora sozinhas do que antes quando precisavam se preocupar com Nick. As cenas entre elas sempre são pontos altos nos episódios, diferente de Travis e Chris que sempre acabam causando uma monotonia e cansaço.

Os próximos episódios deverão nos responder algumas dúvidas e outras serão mantidas para a terceira temporada. Strand, por exemplo, da última vez que o vimos estava entre a vida e a morte. Ofelia estava seguindo para os EUA, Nick prestes a enfrentar um grande problema na colônia.

O que você achou desse episódio? Quais suas teorias sobre Chris e Travis? Eles tornarão a se ver ou as últimas palavras de Travis para Chris realmente serão “Maldito seja você, Chris.”? O que espera dos próximos episódios?

Fiquem ligados aqui no FEAR the Walking Dead Br e em nossas redes sociais @FearWalkingDead (twitter) e FEAR the Walking Dead Brasil (facebook) para ficar por dentro de tudo que rola no universo de Fear the Walking Dead.


Comentários

  • kitkat meaow

    Chris está ficando cada vez mais chato. Tomara que ele tenha um fim logo no final da temporada.

  • Daryl O’rily

    Ihhh… Será que Todo Mundo Odeia O Chis de novo??!! kkkk…