Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do décimo terceiro episódio, S02E13 – “Date of Death”, da segunda temporada de Fear the Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

O racha entre Travis, o cara legal e seu filho Chris, cada vez mais semente ruim, apenas aumentou no episódio do último domingo em Fear the Walking Dead, entitulado “Date of Death”, depois de Chris dominar seu pai para que seus novos amigos matassem um deles. Chris então abandonou Travis, indo embora com Derek e Brandon enquanto seu pai podia apenas assistir.

Contudo, em uma reviravolta angustiante, nós vimos os dois americanos bem na última cena buscando abrigo no hotel de Madison – aparentemente sem Chris. O que aconteceu com ele? E o que empurrou o adolescente para o lado sombrio? E Travis poderá se perdoar por perder o controle sobre seu filho? A Entertainment Weekly foi até o showrunner Dave Erickson para obter respostas.

ENTERTAINMENT WEEKLY: O interessante para mim, em assistir Chris ir para o mau caminho com esses gringos nada-bons é que, ao invés de ser todo selvagem e gritar com seu pai como um típico adolescente rebelde, na verdade, ele é na maior parte muito calmo e quase em paz com sua decisão, no que se refere a direção que ele está tomando em sua vida.

DAVE ERICKSON: Uma das coisas interessantes sobre esse episódio é que você realmente vê uma mudança de parentalidade, porque Travis está tentando fazer dessa uma oportunidade de aprendizado. Ele está tentando transmitir para Chris o porque matar aquele fazendeiro foi diferente do que o que ele fez com sua ex-esposa. Ele está tentando explicar as distinções da violência no apocalipse. E para Chris, ele finalmente encontrou um grupo com quem ele se sente a vontade. Se torna muito simples para Chris nesse episódio. E pelo fim dele, realmente é Chris quem está tentando educar seu pai. Realmente é Chris tentando dizer, “Esse é o mundo e você precisa abraça-lo. E eu não acho que você possa. E enquanto você não puder, eu acho melhor eu ficar com esses caras, e você sozinho.”

Ou, na verdade é esse presente em alguns aspectos, porque o que ele está fazendo é libertar Travis para voltar para Madison e Alicia, que é, na verdade, o que ele realmente queria fazer todo esse tempo. Eu acho que a intenção de Travis foi sempre de corrigir o curso de Chris e então trazê-lo de volta ao grupo. E Chris sabe disso, e seu medo era que seu pai nunca fosse mudar de ideia.

Tem aquela interação depois que atiraram no fazendeiro onde Travis o pergunta, “Chris, onde diabos está seu remorso?” E ele responde, “É assim que funciona agora. Eu sinto muito, mas não me arrependo.” É quase como se um botão fosse ligado, certo?

Dave Erickson: Exatamente. Ele construiu nessa direção quando atirou no fazendeiro, e da perspectiva dele, ele estava defendendo seus amigos. Essa é a coisa mais próxima que ele teve de amigos ou conexão em um bom tempo – e francamente, por alguns anos antes do apocalipse ter começado. Ele teve seus momentos de clareza. Ele realmente acredita que esse é o modo do mundo. E aquela cena onde ele deixa Travis, é realmente sobre ajudar seus amigos, mas também é sobre proteger seu pai, porque o que você não vê e o que eu imagino que aconteceu, é que haviam cenas fora do celeiro entre Chris e Derek e Brandon na qual eles estão basicamente sugerindo que se Travis continuar a atrapalhar, eles vão ter que fazer alguma coisa sobre isso. Então, em algumas questões o que Chris fez foi proteger seu pai. O que é um pouco irônico, mas essa foi a motivação.

Chris eventualmente vai embora com os outros idiotas. Travis o implora para reconsiderar. Depois ele se culpa por ter deixado ele ir. Travis deveria ter feito mais para prevenir Chris de ir embora, ou não havia nada que ele realmente pudesse fazer naquele ponto?

Dave Erickson: Eu não acho que houvesse algo que ele pudesse fazer, mas eu tenho dois filhos adolescentes também, e como um pai, você nunca se perdoaria por aquilo, porque você sempre vai se questionar, você sempre vai se criticar. A realidade é que, se ele tivesse tentado forçar Chris a ficar, ele teria apanhado? Ele teria terminado morto? Era com isso que Chris se preocupava. Mas se ele devia ter feito mais ou não – ele sempre vai sentir que ele poderia ter feito mais alguma coisa e isso é algo que Travis vai carregar agora pelo resto da temporada e pela terceira temporada também.

E nós vimos os dois americanos aparecerem bem pelo final. Vou te perguntar a mesma pergunta que perguntei depois da cena final do último episódio: onde está o Chris?

Dave Erickson: Chris está por aí. Vamos responder a pergunta “Onde está Chris?” nos dois episódios finais, e essa é parte da história a ser contada.

Fiquem ligados aqui no FEAR the Walking Dead Br e em nossas redes sociais @FearWalkingDead (twitter) e FEAR the Walking Dead Brasil (facebook) para ficar por dentro de tudo que rola no universo de Fear the Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly


Comentários