Siga-nos nas redes sociais

Destaque

Review Fear the Walking Dead S04E06 – Just in Case: A forma de deixar a audiência perplexa

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do sexto episódio, S04E06 – “Just in Case”, da quarta temporada de Fear the Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

As linhas do tempo mais uma vez brincaram com a cabeça do telespectador e a fórmula de confundir a audiência mais uma vez foi certeira: estamos no sexto episódio tendo poucas respostas do passado e sem saber exatamente o que aconteceu com Madison e qual dos personagens está de fato do lado certo da história.

Com uma cena de abertura demonstrando que John não está para brincadeira quando o assunto é Laura/Naomi, vemos um dos abutres ser rendido por ele e por Morgan. John por um momento quase perde o controle, mas acaba cedendo aos pedidos de Morgan, que além de salvar a vida do abutre o informa que ele indique a Mel que no ponto de encontro ele será surpreendido por um grupo de pessoas dispostos a mata-los.

No núcleo dos antigos heróis e Althea, temos mais uma demonstração de que as coisas não parecem ser tão verdadeiras entre eles. Althea não aceita responder qualquer pergunta a Alicia, Luciana e Strand, sobre a desculpa de que quem é a jornalista ali é ela.

Então a história volta ao passado. Vemos o grupo de sobreviventes de Diamond procurando novas oportunidades de sobrevivência. Naomi – pela quarta vez em três episódios – é pega por Viv tentando fugir do estádio. Ao ser surpreendida ela acaba mostrando a eles um mapa e dizendo que não estava tentando fugir e sim ir a um local que ela já havia estado antes, no qual ela sabia que havia tudo o que o grupo precisava para reestruturar o sistema de plantações. Madison e Strand se comprometem a acompanha-la na missão.

O local, ao que tudo indica, parece ser longe já que a noite cai e eles necessitam se abrigar em uma hospedagem. É nessa noite de descanso que pequenas pontas dos nós que mantem a história passada de Naomi uma incógnita para o público e para Madison e Strand começam a ser desatadas. Naomi é sucinta ao dizer que na verdade estava fugindo deles e que o local é parte de um acampamento onde ela havia morado por um bom tempo. Victor não aceita a tentativa de traição da mulher e pede para que ela lhe entregue as chaves da caminhonete, enquanto Madison tenta apaziguar os ânimos exaltados.

O dia amanhece e pela quinta vez, Naomi fugiu. Por um segundo achamos que Victor havia sido inteligente em lhe tirar as chaves, mas esquecemos de que na semana passada descobrirmos que Naomi (sobre a alcunha de Laura) mostrou a John que ela sabia fazer ligação direta em carros. Então lá está ela, dando continuidade a sua missão de ir solitária ao local indicado.

Enquanto isso, finalmente Strand dá aberturar para Madison – já que mais cedo ela havia dito que o conhecia – e lhe conta sobre como ele encontrou o carro repleto de mantimentos. Strand com isso tenta provar para ela que não vale a pena acreditar na mudança das pessoas e que tanto ele quanto Naomi irão continuar prejudicando o grupo.

No local, Naomi se depara com dezenas de mortos no interior do local. A forma com que ela olha para eles nos faz ter a certeza de que há uma conexão entre ela e eles – é como se ela reconhecesse seus rostos.

Já no interior do prédio, ela vai até a espécie de um depósito no qual – após utilizar uma senha no cadeado – consegue ter acesso a várias coisas que já parecem ter pertencido a ela ou a alguém que ela conhecia muito bem. É de lá que Naomi pega um caderno com anotações medicinais. Ao sair dali, ela se depara com uma sala na qual vê uma mesa de desenhos para crianças e ao focar a luz de sua lanterna na parede, vê estampadas duas mãos pequenas de criança. Naomi desaba e o barulho causado acaba atraindo os walkers que estavam no hall principal do saguão.

Numa cena de tirar o fôlego – eu realmente acreditei que Naomi morreria ali – ela se vê cercada por mortos por todos os lados. Quando está quase sem expectativas ela percebe que ao seu lado está uma espécie de andaime, o qual rapidamente ela escala.

Madison e Strand chegam ao local e salvam a vida de Naomi fazendo uma espécie de tirolesa para a enfermeira escapar por cima dos andantes. Com a enfermeira sã e salva, temos finalmente a abertura total da personagem: Naomi tinha aquele local como residência junto a um grande grupo de pessoas. As coisas iam bem, até que Rose – sua filha – contraiu uma espécie de pneumonia e necessitado de medicamentos, foi deixada pela mãe que partiu em busca do necessário. Ao retornar, Naomi descobriu que a filha havia morrido e acabou por tornar todas as pessoas que estavam ali naqueles mortos que andavam pelo local. A cena corta para Madison sozinha no saguão, parecendo reflexiva quanto ao que acabara de ouvir e sobre as posições de Strand. Será que realmente se deve confiar nas pessoas?

Retornando ao Diamond, Madison chega com um caminhão carregado de sementes e produtos para o plantio – como agrotóxicos e adubo. Ao ver a cena de vitória, Mel ordena a retirada dos abutres – e só agora o nome do grupo fez total sentido para mim, já que os abutres ficam no entorno dos animais que estão prestes a morrer para quando esse sucumba possam se alimentar de seus restos.

Com um ar de esperança as coisas se restabelecem em Diamond. Madison, no entanto, parece reflexiva sobre os últimos momentos que viveu e quando Alicia a procura, ela pede para que a filha encha um dos carros de suprimentos e o deixe estacionado na saída traseira do estádio.

O episódio volta para o presente e em uma cena totalmente estranha vemos Alicia, Strand, Luciana e Althea renderem Morgan e John que estavam retornando de sua missão em busca de Laura/Naomi. A leve confusão é interrompida pela chegada dos abutres que formam linha de batalha contrária aos três sobreviventes de Diamond. Com palavras de conforto pela morte de Nick, Mel é respondido com o desprezo de Alicia pela do irmão dele – causada pelo próprio Nick.

Quando achamos que já está tudo confuso o suficiente, do lado oposto da chegada dos abutres, um carro chega ao local e dele desce Naomi – o carro na verdade é a Land Rover que Madison pediu para a filha preparar. John corre para ela, enquanto Alicia – repleta de ódio pela traição da enfermeira – dispara contra ela. O tiro, no entanto, acerta John que se colocou em frente de sua amada. O episódio termina dessa forma.

A confusão tem sido a chave mestra do sucesso de Fear. A cada semana as coisas ficam ainda mais sem explicações, sem obviedade e sem subestimar a inteligência do seu público. Fear, ao contrário da série mãe, entende que sua audiência é capaz de refletir e tentar montar a história por si só.

O episódio colidiu várias vezes com momentos já apresentados anteriormente. Para quem não percebeu, a história apresentada do passado foi sobre Madison. Mais uma vez a traição de Strand e a forma de Naomi agir levaram a líder do Diamond a refletir sobre o que Mel falou alguns episódios atrás – o abutre disse a matriarca Clark que chegaria o dia em que ela teria que escolher entre salvar todo mundo que está com ela ou sobreviver. Então, se todos estão apenas sobrevivendo e se importando com a própria existência, qual a necessidade de se esforçar tanto pelo todo? Talvez ter um plano B, no qual apenas ela sobreviva seja a saída para caso tudo dê errado.

Talvez Madison tenha começado a compreender que enquanto as pessoas estiverem centradas em si mesmas, os problemas sempre acometerão os refúgios que forem construídos. Então de quanto vale o esforço?

Cada vez mais parece ficar evidente que Madison não tem mais um encaixe ao rumo da história, o que pode indicar várias coisas. Tanto a morte da personagem quanto ao fato de que se ela voltar, terá que correr muito atrás do tempo para se readequar a trama assumida por Alicia, Strand e Luciana. A hipótese de sequestro da matriarca da família Clark parece estar descartada, enquanto que sua permanência em Diamond também parece ser carta fora do baralho, já que aparentemente a trama não possui pretensão de retornar os personagens para o local. Se Madison sobreviveu está solta na estrada.

Nesse episódio através de Victor descobrimos um pouco do que ocorreu após a represa. Tudo indica que Madison salvou um a um dos sobreviventes, os abrigou em uma caverna, cuidou dos ferimentos e depois foi em busca de Luciana. O que nos mostra que Madison é uma líder muito mais coração do que Rick, por exemplo. Então, a quarta temporada tem enredado a liderança de Madison e a feito questionar se há real necessidade de partir a agir com racionalidade, abrindo mão de sentimentos até pelos mais próximos. E, se Madison partiu a agir dessa forma, será que não foi isso que possa ter a derrubado de uma vez por todas?

E outros questionamentos surgiram. Naomi esteve sempre ao lado dos abutres? Em que momento ela desenvolveu o vínculo com Mel? Se o grupo dele já havia ido para longe quando Diamond desabou se pressupõe que ela já teria tido um contato prévio com eles. E a história dela realmente é verdadeira de forma integral? A filha dela realmente morreu? Há chances de Charlie ser a filha de Naomi, a qual está aliada com eles apenas para não prejudicar a menina?

E se Naomi for peça fundamental no trabalho dos abutres, que vem sendo a responsável por se infiltrar nos grupos e fazê-los cair para que o restante do grupo possa desfrutar das sobras? Ela foi encontrada por Madison no último local que o grupo havia destruído, nada impede que ela tenha sido parte daquilo tudo. E agora até mesmo a chegada dela a cabana de John fica comprometida e questionável, será que ela não foi implantada lá para se apropriar do que era do cowboy, mas por acabar desenvolvendo um sentimento por ele resolveu partir?

Enfim, cada vez mais questões vão surgindo na mente de um público que tem tudo e ao mesmo tempo não tem nada da história. Todos os personagens passam a ser vistos de forma dupla, sem que entendamos quem está aliado a quem e como a trama possa convergir para um fim.

E você? Está confuso com a trama de Fear? O que tem achado da forma como o enredo questiona a liderança de Madison? Você está ao lado de Naomi? E se ela se mostrar inimiga, como John se posicionará? Comente abaixo suas opiniões.

Fear the Walking Dead vai ao ar LEGENDADO aos domingos, às 22h30, e DUBLADO as segundas, às 23h30, no AMC Brasil. Consulte sua operadora de TV para mais informações.

Fiquem ligados no FEAR the Walking Dead Br e em nossas redes sociais @FearWalkingDead (twitter) e FEAR the Walking Dead Brasil (facebook) para ficar por dentro de tudo que rola no universo de Fear the Walking Dead.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Destaque

Novo trailer da 6ª temporada de Fear the Walking Dead (LEGENDADO)

O novo trailer da sexta temporada de Fear the Walking Dead foi divulgado na San Diego Comic-Con, confira as novas cenas legendadas.

Publicado há

em

AMC divulgou um novo trailer da 6ª temporada de Fear the Walking Dead, hoje, no seu painel na San Diego Comic-Con @ At Home.

As novas cenas da sexta temporada mostram Morgan Jones tentando sobreviver, porém pode não ser por muito tempo, já que ele está sendo caçado.

O trailer também veio para mostrar que os primeiros episódios da volta de Fear The Walking Dead já foram gravados antes que a produção precisasse parar.

“Acho que estamos realmente empolgados na 6ª temporada, porque todo mundo se separou e já ouvimos Ginny mencionar o fato de que ela tem alguns assentamentos sob seu controle. Ela é como um colonizador”, o showrunner Andrew Chambliss disse anteriormente à Entertainment Weekly“Ela é como alguém que franquia esses assentamentos e entra e conserta as coisas e então toma o controle. Mas isso significa que vamos ver muitos lugares diferentes e ter muitos sabores diferentes e seremos capazes de mergulhar realmente profundamente com nossos personagens.”

Além de Andrew, Ian Goldberg também revelou que essa será uma temporada mais sombria e misteriosa, com um foco na vida dos personagens e o que está acontecendo com eles nas comunidades da Virginia.

LEIA TAMBÉM:
REVELADA A DATA DE ESTREIA DA 6ª TEMPORADA DE FEAR THE WALKING DEAD

O produtor executivo, Scott Gimple disse que a estrutura da série irá “mudar um pouquinho”.

A 6ª temporada de Fear the Walking Dead estreia dia 11 de Outubro, mas ainda não se sabe quando a série poderá voltar a ser gravada por conta da pandemia.


Legendas por: Letícia Paulini / Equipe Fear the Walking Dead Brasil

Continue lendo

Destaque

Revelada a data de estreia da 6ª temporada de Fear the Walking Dead

Confira a data de estreia da 6ª temporada de Fear the Walking Dead nos EUA. A data de estreia no Brasil ainda não foi divulgada.

Publicado há

em

A AMC anunciou na Comic-Con @ Home que a 6ª temporada de Fear the Walking Dead vai estrear na noite de 11 de outubro de 2020.

A sexta temporada de Fear the Walking Dead explora o que aconteceu com a família improvável, unida pela missão de ajudar os necessitados. Depois de serem separados por Virgínia e os Pioneiros, o grupo agora está espalhado ao longo das comunidades.

A última mensagem de Morgan (James) ao final da quinta temporada foi um apelo para que o grupo “apenas sobreviva” e, nessa temporada, nós vamos ver o que isso significa para cada um deles. Alguns vão achar intrigante a estabilidade e oportunidade dentro das comunidades de Virginia, outros vão afundar na escuridão, enquanto outros vão lutar contra o que lhes foi imposto. A vida atrás das paredes de Virginia vai testar cada um deles de maneiras diferentes, forçando-os a definir quem eles são neste novo mundo.

A data de estreia no Brasil ainda não foi divulgada. Desde a segunda metade da quarta temporada, o AMC Brasil optou por exibir a série em datas diferentes dos EUA. Na 5ª temporada, eles começaram a exibir a série após 3 episódios já terem sido lançados em solo americano. Não sabemos se isso será mantido ou se eles voltarão a exibir a série simultaneamente.

Ansiosos pelo retorno de Fear the Walking Dead? O que você gostaria de ver na sexta temporada? Quais são suas expectativas? Deixe todos os seus pensamentos nos comentários abaixo!

Continue lendo

Destaque

Assista ao painel de Fear the Walking Dead na Comic-Con @ Home

Confira o painel completo de Fear the Walking Dead na San Diego Comic-Con 2020. O evento acontece de maneira virtual por conta da pandemia.

Publicado há

em

imagem promocional de fear the walking dead na Comic-Con @ Home

A San Diego Comic-Con deste ano acontece de maneira virtual e totalmente gratuita. O evento presencial precisou ser cancelado por conta da pandemia de Coronavírus e todos os painéis foram gravados com antecedência pelos estúdios e estão sendo lançados na íntegra de acordo com a programação.

Como de costume, as séries do universo The Walking Dead – The Walking Dead, Fear the Walking Dead e The Walking Dead World Beyond – comandam a sexta-feira da Comic-Con @ Home.

O painel de Fear the Walking Dead é focado na 6ª temporada, que estreia ainda este ano. A última mensagem de Morgan (James) ao final da quinta temporada foi um apelo para que o grupo “apenas sobreviva” e, nessa temporada, nós vamos ver o que isso significa para cada um deles. Alguns vão achar intrigante a estabilidade e oportunidade dentro das comunidades de Virginia, outros vão afundar na escuridão, enquanto outros vão lutar contra o que lhes foi imposto. A vida atrás das paredes de Virginia vai testar cada um deles de maneiras diferentes, forçando-os a definir quem eles são neste novo mundo.

Palestrantes: Lennie James (Morgan), Alycia Debnam-Carey (Alicia), Colman Domingo (Strand), Danay Garcia (Luciana), Karen David (Grace), Jenna Elfman (June) e Rubén Blades (Daniel), Andrew Chambliss (showrunner), Ian Goldberg (showrunner) e Scott M. Gimple (chefe de conteúdo do universo The Walking Dead).
Moderador: Chris Hardwick
Horário: 16h (horário de Brasília)

Assista ao painel de Fear the Walking Dead:

ATENÇÃO: O vídeo só vai aparecer no player abaixo às 16h!

LEIA TAMBÉM:
Assista ao painel de The Walking Dead na Comic-Con @ Home
Assista ao painel de The Walking Dead World Beyond na Comic-Con @ Home

Continue lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade

EM ALTA