Destaque

REVIEW FEAR THE WALKING DEAD S02E04 – Blood in the streets: Strand, um homem de muitos segredos

Publicado há

em


ATENÇÃO: Este review contém spoilers do quarto episódio da segunda temporada de Fear the Walking Dead, S02E04 – “Blood in the streets”. Leia por sua conta e risco. Você foi avisado.

Na cena inicial vemos Nick nadando completamente nu e chegando a uma praia. A escuridão da noite já cobre o céu e ao chegar à areia, Nick observa um helicóptero que parece fazer buscas na região. Ele chega ao que parece ser um acampamento abandonado. Recepcionado por um macabro pedido de ajuda, feito com corpos putrefatos, ele adentra o local fazendo o máximo barulho possível para atrair os infectados. Ao conseguir atrair um deles, Nick banha-se no sangue do morto-vivo, repetindo o feito do episódio anterior.

Abigail retorna, e sobre ela vemos Madison e Travis conversando sobre a ação de Strand de cortar a corda do bote onde estavam sendo içados Alex e o moribundo Jake. Travis parece se culpar pelo ocorrido, enquanto Maddy tenta convencê-lo que eles não podiam fazer nada além de tolerar Strand. Travis parece pendido a abandonar Strand em alto-mar, mas Madison discorda, dizendo que ele – por mais avesso que seja – ainda é útil para a mantença da segurança da família.

Vemos uma conversa aberta entre Ofelia e Chris, que a questiona sobre a vida anterior ao surto e sobre os relacionamentos de Ofelia. Chris conta para a filha de Daniel sobre uma menina com quem vinha saindo antes de se mudar para Los Angeles. Ofelia tenta enchê-lo de esperanças de que Chris ainda poderá ter uma vida normal, mas são interrompidos por três estranhos que se aproximam de Abigail sobre um bote pedindo ajuda. Uma mulher que está grávida e apresenta sangramento e dois homens invadem a embarcação sem prévio aviso. Madison apressa-se em ajudar a moça, enquanto os homens da embarcação iniciam uma conversa com os dois estranhos.

Alicia (que acorda maravilhosa mesmo sem uso de maquiagem) ouve uma voz conhecida e aproxima-se do saguão principal. Ao chegar ao local ela identifica a voz como sendo de Jack – o rapaz com quem ela havia conversado por radiotransmissor anteriormente. Uma luta se inicia e rapidamente todos são amarrados – com exceção de Alicia e de Strand, que está na parte superior escondido. Daniel se surpreende com o fato dos estranhos saberem o nome da cada um dos tripulantes de Abigail. Os estranhos percebem movimento estranho na água e veem Strand fugindo sobre um bote. Um deles dispara alguns tiros contra o bote. Enquanto Travis – após Chris ser ameaçado de morte – responsabiliza-se em fazer uma ligação direta para que Abigail parta em retirada, Alicia tenta convencer Jack a manter todos seguros.

Então, finalmente temos um flashback que começa a explicar quem é Strand. Descobrimos sobre quem eram seus pais, de onde veio e que era uma pessoa totalmente social antes do surto. Strand era um investidor, mas que estava beirando a falência. No fim, descobrimos que na verdade, como ele próprio se classifica, é um oportunista, que por meio de golpes de estelionato consegue construir seu império. Strand furta 36 mil dólares de um homem chamado Tom Abigail (alguém conhece esse sobrenome de algum lugar?). O homem não denuncia Strand, mas trata o furto como uma dívida – com juros – que deverá ser paga.

A bordo de Abigail, Travis está tendo dificuldades (ou fingindo ter) de realizar a ligação direta e é pressionado a todo o momento por Reed. No saguão principal, Madison se responsabiliza em distrair a mulher grávida, enquanto Daniel tenta desatar as mãos. Alicia e Jack conversam no quarto sobre as motivações dele em fazer o que faz.

Voltando para Nick, descobrimos que ele está atrás do irmão de criação de Tom a mando de Strand. Os dois se encontram e conversam sobre o “golpista” e sobre a casa em Baja. Num misto com flashbacks, descobrimos que anteriormente a ser aprisionado com Nick, Strand estava no local com Tom. Eles acompanhavam os acontecimentos do novo mundo de longe. Por causa de negócios, Strand sentiu-se obrigado a voltar aos EUA. Aí é que entendemos um grande segredo de nosso capitão: Strand e Tom são muito mais do que sócios de negócios, os dois tem um relacionamento extraprofissional.

Connor – o grande chefe dos piratas – chega a Abigail acompanhado de dois capangas armados. Ele sequestra Alicia e Travis e pede para Reed despejar os demais na praia mais próxima. Daniel continua a tentar se soltar, enquanto Maddy e Ofelia tentam distrair os capangas de Connor. Nesse exato momento Nick surge no horizonte com o amigo de Strand e chama a atenção dos piratas. Com tiros certeiros nos capangas de Connor, o amigo de Strand abre caminho para que Ofelia, Daniel e Madison ataquem Reed, que ainda é atingido por Chris.

Fear the Walking Dead está crescendo muito nessa segunda temporada. As coisas têm ficado bem interessantes. É ousado afirmar isso, mas tem adotado ritmo muito mais intenso do que a série que a originou em sua segunda temporada (no marasmo da fazenda). O quarto episódio destona dos episódios anteriores e demonstra que a série terá um grande crescimento. Há um enredo bem amarrado se formando que sempre nos deixa curiosos para entender e saber mais.

Nesse episódio tivemos mais de Strand, pudemos ver que ele realmente não é um exemplo de ser humano, mas ao mesmo tempo tem motivos para ser monstruoso no que é. Ele está disposto a quebrar qualquer principio de humanidade para poder chegar até a pessoa que ama. O relacionamento homoafetivo dele pegou desprevenido até mesmo o telespectador mais livre de estereótipos.

Alicia (aquele suspiro de paixão adolescente) está finalmente aparecendo. Quando ela olha para Madison e pede para que a mãe confie nela, pois é ela quem pode resolver o problema, pode-se ver que há um amadurecimento quase que instantâneo na jovem superprotegida. Não sabemos dizer onde essa história com os piratas irá leva-la, mas tudo indica um grande enredo envolvendo-a.

Chris nos deixa sempre numa eterna dúvida se realmente considera Alicia como uma irmã, ou tem outras intenções avançadas com a garota. A forma que ele a protege e se preocupa com ela sempre deixa um sentimento de algo além. Será que os pais aceitariam bem um relacionamento amoroso entre eles?

Nick é Nick. Quase impossível descrever o como ele se dá bem com o novo mundo e parece não se importar com as dificuldades que os outros enfrentam. Ele sempre está disposto a estar na linha de frente, agindo ao invés de escolher ser passivo. As cenas dele imitando os infectados para não ser percebido dão um toque de humor à série.

Muito além de ser algo próprio ao personagem, pendendo mais para o pessoal daquele que vos escreve, Travis continua sendo um eterno incomodo. É um personagem que exalta demais a ideia de “homem americano”, perfeito e sobre a justiça. Toda vez que se manifesta dá opiniões carregadas de moral e ética e parece querer ser sempre o dono da verdade.

Ofelia continua sendo aquela que parece carregar sempre em suas costas a iminência da morte. Entretanto, nesse episódio, ao menos por minha parte, houve uma maior empatia da personagem com os demais. A forma com que ela e Chris levam a conversa no inicio do episódio é repleta de verdade e esperança. Ao mesmo tempo, ela se mostra forte quando inicia o ataque a Reed no final do episódio. Nesse episódio afastaram-na do enredo “moça que levou um tiro” e trouxeram mais informações sobre o seu passado.

Madison e Daniel dão uma boa dupla de líderes. Parecem estar sempre conectados para agir naturalmente pelo bem de todos. Daniel funciona como um mentor, que traz clareza para Madison e ela executa suas ideias. Com apenas um olhar os dois se entendem. Parece uma nova versão para Rick e Daryl.

Nesse episódio conhecemos Connor, o que provavelmente será o primeiro vilão de Fear. Ele está com Travis e Alicia. Se tratando do mundo de Kirkman, sabemos que os vilões não tem seu fim sem que levem consigo ao menos um dos personagens centrais. Dessa feita, Alicia e Travis são os que mais correm perigo. Mas, ainda não ficou totalmente claro o porquê do interesse em Alicia e Travis.

Será que Alicia e Travis conseguirão escapar das mãos de Connor? Eles conseguirão chegar à casa de Baja e encontra abrigo? Chris considera Alicia como irmã ou tem algum interesse despontando entre eles? Ofelia está em segurança? Comente conosco abaixo!

Fiquem ligados aqui no FEAR the Walking Dead Br e em nossas redes sociais @FearWalkingDead (twitter) e FEAR the Walking Dead Brasil (facebook) para ficar por dentro de tudo que rola no universo de Fear the Walking Dead.

Comentários

EM ALTA

2015-2020 | Fear the Walking Dead Brasil - Sua maior e melhor fonte brasileira sobre Fear the Walking Dead.

Sair da versão mobile